Pedivela | X-time | Bike

Pedivela: saiba qual é melhor pra sua bike!

Vai comprar uma bike nova ou dar aquele ‘upgrade’ no seu grupo de transmissão? Então você precisa saber a diferença que a pedivela pode fazer no seu giro.

Não deixe de conferir estas instruções!

Para começarmos, entenda mais sobre a função da pedivela na bike: 

A pedivela costuma ser um dos elementos mais caros do grupo. É a peça responsável pela transmissão do peso e da força do ciclista para a coroa e o eixo da bike dando fluxo ao movimento do pedal. Ou seja, a qualidade do seu pedal depende da qualidade da pedivela.

Essas peças podem ser de aço, alumínio, carbono ou estanho e existem até centenas de tipos que variam de acordo com a tecnologia adotada pela marca. Os modelos de pedivelas se diferenciam pela adaptação de suas coroas, que podem ser:

Coroa única

Se o seu foco for rapidez, leveza e precisão nas passagens, pode apostar num pedivela com coroa única. 

Esse modelo dá um visual mais ‘‘limpo’’ à bike, pois não possui câmbio dianteiro, alavanca de marcha, cabeamento e, de quebra, ainda a torna mais leve.

A coroa única também permite que marca invista no design e na geometria do quadro sem muitas limitações. 

Um ponto de desvantagem é que esse tipo pode desgastar mais rapidamente. Quando se tem mais opções de marchas na frente, há uma certa alternância da corrente. 

Já no caso da coroa única, o giro da corrente é constante numa mesma peça, por isso o desgaste. Mas própria indústria já investe também na resistência desses itens para ofertá-los ao mercado. 

Também vale lembrar que: menos uma peça, menos um detalhe para exigir cuidado e manutenção.

Duas ou três coroas

Super indicados para quem se aventura no MTB, nas trilhas, cicloviagens e estradões, esses modelos já possuem mais possibilidades de variação de marchas (até 30). Por essa razão, podem apresentar uma passagem mais “lenta” também. 

Dentre as vantagens desses modelos com mais marchas, está o fato de que o ciclista alcança um nível alto de velocidade e se adapta com facilidade em diversos terrenos sem prejudicar sua performance.

Quando o pedivela tem duas ou mais coroas, todos aqueles detalhes já citados anteriormente (câmbio dianteiro, alavanca de marcha, cabeamento, etc.) passam a compor a bike. 

Entendendo as medidas das pedivelas

Chamamos o espaço entre os furos que fixam a coroa e a pedivela de BCD – Bolt Diameter Circle – e é muito importante que o ciclista conheça essa medida. É uma informação que até costuma vir gravada na coroa. 

Outra informação que o pedaleiro deve se atentar é a medida do “braço” (peça onde o pedal é adaptado) da pedivela. Essa deve estar sempre de acordo com a medida da perna (“cavalo”) do ciclista, que são possíveis saber fazendo o Bike Fit.

As medidas de pedivelas para Speed costumam variar entre 165 e 180 mm, enquanto no MTB essas medidas oscilam entre 170 e 175 mm.

BCD Mount ou Direct Mount?

BCD Mount:

Pedivela: saiba qual é melhor pra sua bike! 1

O modelo BCD Mount possui na coroa um encaixe para quatro parafusos. O braço da pedivela vem adaptado numa “aranha” (ou spider), também com quatro lados (um para cada parafuso) e tem suas extremidades presas à parte interna da coroa.

Esse modelo costuma ser mais popular devido seu custo benefício e é muito utilizado em grupos de duas ou mais coroas.

Direct Mount:

Pedivela: saiba qual é melhor pra sua bike! 2

Esse modelo já é mais simplificado e tem, na região central, apenas um encaixe da engrenagem na pedivela. A vantagem do Direct Mount é que não há a necessidade do uso de parafusos, furos ou spider para o seu encaixe.

Um recurso totalmente prático que garante a sua satisfação!

Aqui na TSW Bike nós contamos com a tecnologia imbatível da dos grupos Shimano e X-Time em nossas máquinas. Priorize o que te dá segurança e qualidade no pedal!

Valeu, tamo junto!

Menu

Quickview

Fechar

Categorias