TSW Bike | Canal Mais Bike

7 erros comuns que você pode estar cometendo com sua bike sem saber

Será que você está cuidando da sua bike direitinho?

Assim como em todas as áreas da vida, no ciclismo também temos práticas erradas que, muitas vezes, nem fazemos de forma consciente.

São costumes corriqueiros e sem risco aparente, mas não se engane.

Descubra agora quais são os 7 erros mais comuns que você pode estar cometendo com sua bike sem saber

1 – Guardar a bike com a corrente na coroa grande

TSW Bike | Full Quest | Corrente

Se você deixar a corrente posicionada na coroa grande, vai acabar forçando uma longa e prejudicial tensão da corrente. Isso resulta em desgaste e perda de eficiência da mola.

Por isso, após o pedal, certifique-se de que a corrente está nos pinhões menores antes de guardar a bicicleta.

2 – Guardar a bike em locais abertos

TSW Bike | Evo Quest

Um outro grande erro que muitos ciclistas cometem. 

Quando você guarda sua bicicleta em locais abertos, está submetendo ela a todo tipo de variação climática e isso não é bom.

Chuva, neblina, sol… Tudo isso degrada não apenas a estética (brilho, pintura, estado das peças, etc.), mas também debilita a função de vários sistemas importantes da bike, como a transmissão. 

Se não houver outra opção de espaço em sua casa, opte por cobri-la com uma coberta ou lona. 

3 – Utilizar querosene ou óleo de cozinha para manutenção

TSW Bike | Mecânico
TSW Bike | Mecânico

Como isso é comum entre os ciclistas…

Não é à toa que essa prática é tão adotada, pois, a princípio, funciona. Mas apesar de quebrar um galho, usar os apetrechos de cozinha para cuidar da sua magrela não é tão vantajoso quanto parece. 

É engano achar que produtos caseiros são econômicos. Estes produtos contêm substâncias que são impróprias para limpeza e podem agir impregnando ou retirando a graxa interna dos rolamentos. 

Priorize sempre o uso de produtos apropriados para a manutenção da bike. Pense que  assim você evita gastos maiores ou até prejuízos a longo prazo.

4 – Deixar a bike com o selim para baixo

TSW Full Quest Black Edition

Esse caso é bem recorrente quando a bicicleta possui canote ajustável. 

Tenha cuidado em não deixar o selim com a ponta curvada para baixo, é um ato simples que evita o surgimento de irregularidades na bike e também na sua postura. 

5 – Transportar ou estacionar a bike com o câmbio posicionado para baixo

TSW Bike | Câmbio

Se você é um daqueles ciclistas que tem mania de “tombar” a bike sobre o chão ou transporta a magrela dentro do porta-malas do carro de qualquer jeito… mude essa atitude agora mesmo!

Quando você faz isso (principalmente se o câmbio estiver posicionado para baixo), a gancheira – peça que serve de suporte para o câmbio – tende a entortar e o câmbio se aproxima dos raios da bicicleta. Se isso acontecer, é perigo na certa.

Resultado:

Ao oscilar para uma marcha mais “leve”, isto é, para os pinhões maiores da bike (e mais próximos do raio), o câmbio pode entrar nos raios e ocasionar a quebra da gancheira e do próprio câmbio… 

Por isso, lembre-se: a posição do câmbio é sempre para cima ou para o lado de “fora”, sem compressões. Evite problemas.

6 – Apoiar a bicicleta pelo guidão ao estacionar

7 erros comuns que você pode estar cometendo com sua bike sem saber 1

Quem nunca fez isso? Que atire a primeira pedra… hahah

Sim, amigo ciclista, está errado. O correto é sempre apoiar sua bike pelo pneu traseiro e não pelo guidão.

Encostar a bicicleta na parede ou em qualquer superfície pelo guidão, triplica a possibilidade de alguém (ou até você mesmo) esbarrar sem querer e derrubá-la. Sem contar que você está submetendo sua manopla a um desgaste sem necessidade.

Uma vez que isso acontece, temos chance de problemas com a regulagem da magrela ou até mesmo a quebra acidental dos componentes.

7 – Diminuir a pressão dos pneus além do limite

7 erros comuns que você pode estar cometendo com sua bike sem saber 2

É importante que você respeite o tempo de vida útil dos pneus, já que esses elementos são desenvolvidos justamente para suportar a pressão. 

Quando você cria o hábito de diminuir a pressão dos pneus mesmo pedalando diariamente, só terá mais reajustes com para fazer com frequência na bike e não irá se beneficiar disso. 

No caso de quem faz isso para obter mais tração dos pneus em curvas, terrenos escorregadios e etc., é necessário que você respeite o limite de pressão que pode ser retirado para que não aconteça incidentes como rasgo do pneu e torção do aro.

Curtiu as dicas?

Então continue com a gente aqui e nas redes sociais. Estamos à disposição para qualquer dúvida, beleza?!

Tamo junto.

Foto destaque: instagram @canalmaisbike

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Menu

Quickview

Fechar

Categorias